IX-BIAU - Portugal - Premiado - Percurso pedonal assistido da Baixa ao Castelo de S. Jorge

Archivo de las Bienales de Arquitectura

Percurso pedonal assistido da Baixa ao Castelo de S. Jorge




Premiado

Arquitectura

Nombre de la propuesta

Percurso pedonal assistido da Baixa ao Castelo de S. Jorge

Emplazamiento

Lisboa
Portugal

Resumen:

A ligação ao Rio Tejo, através dos principais eixos ortogonais de direcção Norte-Sul, é predominante na organização da Baixa Pombalina. São estruturantes na dinâmica deste espaço urbano as ligações Nascente - Poente entre as colinas do Castelo e do Chiado, com destaque para o eixo viário da Rua da Conceição, que liga o Castelo ao Chiado respectivamente através das Ruas da Madalena e da Calçada Nova de São Francisco. O elevador de Santa Justa garante uma ligação mecânica entre a cota mais alta do Chiado e a cota da Baixa Pombalina, entre o Largo do Carmo e a Rua de Santa Justa. A nascente, a ligação entre a Baixa e a Colina de Alfama/Castelo sempre foi feita através das ruas existentes, com destaque para a Rua da Madalena localizada a Nascente da malha ortogonal da Baixa. No presente, a intervenção do Metro, da autoria do Arquitecto Siza Vieira, permitiu vencer de forma subterrânea o desnível existente entre a Baixa e o Chiado, ficando mais uma vez por fazer uma ligação mecânica da Baixa à sua Colina Nascente. O Metro veio acentuar a importância da Rua da Vitória como rua de atravessamento transversal da Baixa, uma vez que apresenta uma posição central nesta malha urbana. É neste contexto que surge a intenção de estabelecer um acesso pedonal assistido entre a Baixa e a colina do Castelo de S. Jorge. O projecto tem como objectivo a articulação de diferentes cotas segundo uma estratégia integrada que, facilitando a subida, potencie a revitalização e requalificação da envolvente. O “Percurso pedonal assistido da Baixa ao Castelo de S. Jorge” compreende um conjunto de intervenções integradas que incluem: - A requalificação urbana da Rua da Vitória como eixo estruturante do percurso, estendendo-se a intervenção desde a Rua do Crucifixo até à Rua dos Fanqueiros; - A reconversão do edifício com os nºs 170 -178 da Rua dos Fanqueiros onde se integram os elevadores públicos que fazem a ligação ao Largo Adelino Amaro da Costa através do piso térreo do edifício adjacente, na Rua da Madalena, nº147-155; - A requalificação urbana do Largo Adelino Amaro da Costa e da zona envolvente ao Mercado do Chão do Loureiro e do percurso até a cota do Castelo de São Jorge. A continuidade funcional resulta da aplicação de um número reduzido de materiais, respeitando a lógica dos espaços urbanos atravessados, em termos de escala, arquitectura e usos do edificado, alcançando-se um percurso facilmente identificável onde o conforto e a acessibilidade do peão são uma prioridade.

Autor/autores

João Pedro Falcão de Campos

Colaboradores

Filipa Mourão, Luísa Ramalho, Patrícia Cabaço, Cátia Venda, Francisco Vilaça, David Ferreira da Silva

Fecha de fin de obra:

  • 2013

Fotógrafo

José Manuel Rodrigues